ALERGÊNICOS DEVEM ESTAR DESCRITOS NA EMBALAGEM

0

A resolução sobre alergênicos foi publicada em julho de 2015 e concedeu à indústria brasileira um ano para se adequar as novas regras. Nesse sentido, passou a valer, em todo território nacional, que os produtos fabricados a partir de 03 de julho de 2016 deverão conter no rótulo um alerta sobre a presença de ingredientes que possam causar alergia.

Com a entrada em vigor da nova norma, passa a ser obrigatória a informação sobre a possível existência de 17 alergênicos. São eles: trigo (centeio, cevada e aveia), crustáceos, ovos, peixes, amendoim, soja, leite de todos os mamíferos, amêndoa, avelã, castanha-de-caju, castanha-do-pará, macadâmia, nozes, pecã, pistaches, pinoli, castanhas, além de látex natural (presente em luvas usadas na manipulação durante o processo de produção). A informação deve vir precedida da expressão “Alérgicos: Contém” ou “Alérgicos: Pode conter”.

Fonte: O Globo