CATEGORIA DE BISCOITO SAUDÁVEL AJUDA A INCREMENTAR AS VENDAS DE FABRICANTES

0

A categoria de biscoitos com apelo saudável tem ajudado as fabricantes do segmento a incrementar as vendas neste ano. Embora ainda tenha participação pequena, essa tendência é a aposta das empresas para ampliar os ganhos do setor nos próximos anos.

“A saudabilidade é uma tendência forte na indústria de alimentos, mas o avanço nos próximos anos vai depender do crescimento da renda da população, já que esses produtos são mais caros”, diz o presidente da Associação Brasileira das Indústrias de Biscoitos, Massas Alimentícias e Pães & Bolos Industrializados (ABIMAPI), Claudio Zanão.

Na Mondelēz  as vendas dos biscoitos das marcas belVita e Club Social têm alavancado o desempenho de toda a categoria. “O crescimento do segmento de bem-estar tem sido o destaque positivo, junto com Oreo, mostrando um avanço das linhas de maior valor agregado”, detalha o gerente de marketing de biscoitos da Mondelēz  Eduardo Lemos.

O executivo afirma que o investimento em inovação tem ajudado a empresa a manter as vendas aquecidas este ano, apesar do cenário econômico menos favorável. “Percebemos que preço não é um fator determinante na categoria, então apostamos em novidades para estimular a demanda”. A companhia registrou alta de 1,0 ponto percentual nas vendas em volume de biscoitos saudáveis no país no primeiro semestre, ajudada por belVita.

Zanão confirma que o lançamento de novos produtos e formatos de embalagens são as principais estratégias das fabricantes do setor. “O segmento de biscoitos é muito dependente de inovação, porque o consumidor quer sempre algo novo, é ele quem determina a demanda dos varejistas”, comenta.

A Arcor também espera impulsionar as vendas com novos produtos nas prateleiras. “Nossas vendas, hoje, estão estáveis frente ao ano anterior, mas temos grande expectativa para o final de ano com os lançamentos que chegam ao mercado neste semestre”, conta o gerente de marketing de biscoitos da empresa, Anderson Freire.

De acordo com ele, parte dos novos produtos segue a tendência de saudabilidade, uma das categorias que mais cresce no mercado nacional.

“Temos crescimento expressivo da categoria, que deve ajudar no desempenho este ano. Mas como muitos produtos ainda estão chegando ao mercado, o resultado aparecerá mesmo em 2016”, diz.

A demanda da categoria – lembra o executivo – tem ajudado a compensar a retração em outros segmentos, como de biscoitos recheados, que apresentou queda neste ano.

“O segmento de biscoitos como um todo tem conseguido manter as vendas e os produtos saudáveis podem ajudar. Mas o maior ganho da indústria ainda vem em produtos de menor valor, cuja demanda aumenta em tempos de crise, como alternativa aos biscoitos de maior valor”, afirma Zanão.

A expectativa do dirigente é que o segmento encerre o ano com vendas em linha com 2014 ou com, no máximo, avanço de 1% em volume.

(Fonte: Site ABIMAPI / ABRAS Net, 18 de setembro de 2015)

Matéria extraída do site ABRE – Associação Brasileira de Embalagens.