Crescimento do veganismo não preocupa indústria da carne

0

Uma das maiores feiras de alimentos e bebidas do mundo, que será realizada na cidade alemã de Colônia, entre 10 e 14 de outubro, a Anuga destacou que uma das principais tendências do mercado é a de produtos veganos, ou seja, livres de alimentos de origem animal.

Embora a tendência possa ter impacto negativo na indústria da carne, Katharina C. Hamma, CEO da Koelnmesse, organizadora do evento, é categórica: “Vegan é uma tendência, sim, mas também notamos outras – em carnes, particularmente, a carne de alta qualidade é uma grande tendência”.

Fernando Sampaio, diretor-executivo da Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne (Abiec), tem opinião semelhante: um possível aumento da tendência vegana não configura qualquer ameaça ao setor cárneo. “Pode ser uma tendência na Alemanha, mas o país vai continuar sendo um nicho de mercado”, atesta, garantindo que o setor é dinâmico e sabe adaptar-se.

“Nossa indústria tem noção de que temos que trabalhar com produtos diferentes, seja de alta qualidade ou aliada a outros critérios de sustentabilidade, como o de bem-estar animal”, conclui.

 

Matéria extraída do site da Revista Nacional da Carne.