Mudança de comportamento do consumidor

20

É fato que em momentos de incerteza econômica o consumidor tem mudado seu comportamento de compra. Em alguns casos para economizar, em outros para manter seu padrão de compra e, ainda há aqueles, que buscam aderir a benefícios como praticidade e saudabilidade.

Essa conduta precisa ser identificada com agilidade para que as mudanças no varejo sejam feitas e para que não se tenha uma queda brusca no orçamento.

O mais comum nesse momento é o comportamento de Trade Down, em que o consumidor troca produtos com o custo mais elevado por itens iguais, mas com valor menor. Mas não pense que apenas o valor é importante: é preciso oferecer também benefícios. Por exemplo, o cliente pode optar por um produto com o valor um pouco maior, mas que tenha um rendimento expressivo em relação à marca que ele já está acostumado a utilizar. Portanto, é preciso identificar junto ao público quais são esses itens que estão se destacando, para que seja feita a adequação nas gôndolas, no estoque e no material de PDV.

Segundo a última pesquisa da Nielsen em categorias de limpeza e higiene, o consumidor tem optado por itens de maior valor agregado. Veja os resultados da pesquisa no gráfico:

Números mercado

O consumo de pratos prontos e bebidas destiladas mais caras também tem aumentado, uma vez que as pessoas têm deixado de consumir fora de casa, na tentativa de economizar. Portanto, vale a pena investir na seção de congelados, padaria e bebidas, trazendo novos produtos.

A Kantar Worldpanel apresentou um estudo que mostra o avanço de produtos com apelo saudável. Nesse caso, o consumidor não busca preço e sim benefício.

Números Mercado

Pacotes econômicos também têm apresentado aumento nas vendas, segundo a Nielsen. Das 20 categorias auditadas, 60% ampliaram suas vendas devido a embalagens maiores. Um exemplo é o consumo de papel higiênico. Seus pacotes econômicos tiveram aumento de 16,6% em volume de vendas.

Fonte: Supermercado Moderno