Verde Campo investe R$15 milhões para se tornar referência nacional na fabricação de produtos saudáveis

0

A Laticínio Verde Campo, cliente OBAH Design, com sede em Lavras, no Sul de Minas Gerais, investirá R$ 15 milhões em mais uma etapa do projeto iniciado em 2012, que pretende transformar a empresa em referência nacional na fabricação de produtos saudáveis. O aporte será voltado para o aumento da capacidade de processamento, inovação e na ampliação da área de estocagem. A previsão é concluir essa fase em 10 meses.

Há 15 anos no mercado, a empresa é especializada na produção de alimentos saudáveis e diferenciados. O mix da Verde Campo é composto de 30 produtos, entre iogurtes, queijos frescos e maturados, requeijão e creme de leite.

De acordo com o presidente da Verde Campo, Alessandro Rios, as expectativas são positivas em relação ao crescimento da empresa no mercado nacional e, por isso, os investimentos foram mantidos. “Esta etapa de investimento faz parte do nosso planejamento para que a empresa se torne a principal na área de produto saudável no Brasil. Começamos a executar o projeto em 2012 e vamos dar sequência, mesmo com o cenário de crise econômica no País”, observa.

Atualmente, a empresa processa 3 milhões de litros de leite por mês e após a conclusão dos investimentos passará a processar 6 milhões. Os aportes também abrangem a modernização e segurança dos processos e a rastreabilidade dos produtos.

“As obras de expansão foram iniciadas há dois meses e estamos em negociação com as indústrias de equipamentos para a compra dos mesmos. Nesta etapa do projeto nossa área física ficará 15% maior, o que permitirá estocar o dobro do volume atual”, explica Rios.

Abastecimento – A localização estratégica do laticínio e o trabalho diferenciado feito junto aos produtores de leite garantirá o abastecimento da unidade. “Estamos localizados na principal bacia leiteira do País e desenvolvemos um trabalho forte de assistência técnica nas fazendas parceiras, que são mais de 300. Assim, o aumento da produção ocorre de forma natural. Além disso, pagamos um valor diferenciado pelo leite de qualidade, o que também atrai o interesse de novos produtores a se adequarem ao nosso padrão”, revela.

A expectativa para este ano é ampliar em 50% o faturamento, atingindo R$ 150 milhões. O crescimento expressivo, em um cenário de economia enfraquecida, se deve à ampliação do mercado de atuação, aos produtos diferenciados e aos investimentos em lançamentos.

“A expansão do nosso mercado de atuação, principalmente para o interior dos estados onde atuamos, é um dos fatores que permitirá nosso crescimento. Além disso, sempre estamos lançando produtos diferenciados e exclusivos, o que nos posiciona em um mercado sem concorrentes diretos”, enfatiza Alessandro Rios.

Somente em 2015 serão três novos projetos. No início do ano foi lançado o iogurte grego com 35 calorias; no mês passado o Grego Boa Forma (que contém fibras e colágeno) e está previsto para outubro mais um lançamento, que Rios preferiu não divulgar no momento.

Veículo: Jornal Diário do Comércio – MG

Matéria extraída do site ABRAS Brasil